Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



O PICK NICK, (2ª parte)

por Kok, em 11.12.15

 (1ª continuaçõn)

-Ah!, que raio de grnhfz rtzhgd nghbdz…
-Qu’équetás p’ráí a dizer, Alfredo? Gritou a D.Dores enquanto despinhava as calças, junto à mesa-cobertor.
-Ond’éque tá o Toninho? Se apanho apanho aquele sacana parto-lhe as trombas àquele filha da …
-Alfredo!!! Vê lá o que vais dizer; olha que eu não sou nenhuma dessas que tu conheces lá nem sei donde. Sabes bem de quem ele é filho…
-Deixa-te de merdas. Esse gajo atirou-me uma pedra à cabeça e até sangue estou a deitar.
-Coitada da criança, táp’rálí a brincar com outros miúdos na beira da lagoa; bem quer ele saber do que tu tás a fazer. Ora deixa-me lá ver esse grande desastre…
-Pois, se fosse na tua carola não lhe chamavas assim…, porra qu’esta merda doi que se farta.
Levantando-se a custo, a barriga pesada e a digestão interrompida, aproximou-se da D.Dores e curvando-se “à frente” mostrou-lhe a careca donde o sangue pingava de três ou quatro pequenos golpes, tantos quantos os bicos da pinha que lhe tinha acertado “na pinha”.
A D.dores, ainda um pouco inclinada e segurando as calças espinhadas, mirou-lhe a careca e desabafa:
-É só isso!? Até parecia que estava a morrer, homem! Vai à lagoa lavar a cabeça que isso não é nada. Levaste com uma pinha na mona, foi o que foi. Olha, espera aí que tens aqui uns pinhões pegados, que se podem aproveitar…
-Vai à merda mais os pinhões, respondeu o Alfredo encaminhando-se para a margam da lagoa levando alternadamente a mão à cabeça e mirando os dedos sujos de sangue.
Não estava bem certo do melhor local para lavar a careca e também não se deu ao trabalho de escolher; foi quase em linha recta e chegado à margem inclinou-se para molhar o lenço de riscas brancas e vermelhas; não chegou a completar o movimento porque os ténis (que não eram de marca), deslizaram rápida e subitamente arrastando o Alfredo em toda a sua totalidade para dentro da água: splashshshsh!
-Grblll, brlll ò Dorbllles, chibllça, rais partam esta merda toda, gritou o Alfredo sentado na lagoa com água até por cima da enorme barriga, bem na base do bolso da camisa de onde assomava, completamente molhado, o maço de cigarros; do isqueiro usar-deitar-fora nem rasto; tinha-se afogado! Uma pena, pois não só era novo como ostentava o emblema do glorioso…
A D.Dores sentada no chão e agarrada à própria barriga, não conseguia mecher-se nem deixar de rir com sonoras gargalhadas à mistura com alguns peidos, vendo o Alfredo meio submerso, meio coberto de água e lama, ao mesmo tempo que pensava: ‘inda bem que já tinha mijado, senão…, e ria-se, e ria-se…, e peidava-se, e ria-se…, ai que ‘inda me dá uma coisa…
Toda a gente acorreu à margem de lagoa, rindo ruidosamente, em especial a criançada que conseguia, inesperadamente, um novo e bom motivo de diversão e que, inconscientemente, já sabiam ser para durar o resto da tarde e mesmo da noite, em casa, onde não faltariam referências ao acontecimento nem relatos do mesmo à vizinhança e amigos que não o presenciaram.
Alguns dos adultos já idealizavam o melhor relato que poderiam fazer aos colegas quando a segunda-feira voltassem ao trabalho.
-Eh pá, nem sabes o que aconteceu ontem; fui ...

(continua)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:20


12 comentários

De Janita a 20.12.2015 às 18:24

ahahahah.
Depois das gargalhadas que soltei lá no meu canto, após a leitura do teu comentário, chego aqui e pareço a Dona Dores! Claro que sem traques nem agarrada à barriga, mas a rir a bandeiras despregadas!
És muita doido ó Kok!! Só tu para me alegrares a existência!...

Tem continuaçõn? Óptimo!

Quanto à tua apreciaçõn do meu pézinho e zonas limítrofes, depois falamos, lá no sítio!

Obrigada por esta fantástica crónica de uma tarde passada no campo à beira - da- lagoa!! Adorei!

Beijokas apinhadas de risos e muitos sóis.

De Kok a 11.01.2016 às 00:14

A continuaçõn está quase aqui. O Alfredo está a recompor-se
Beijokas

De DyDa/Flordeliz a 20.12.2015 às 18:24

Cruzes,
É assim um pick-nic?

Quanto á parte "da sinfonia sonora" ainda não cheguei, lá.
Mas rir da desgraça alheia, isso...
- É certinho!
Quem cai ao pé de mim ou se magoa, não há quem me segure o riso.
Onetem mesmo o "manel" levou com a roda de um carrinho no supermercado.
Eu sei o quanto magoa, já fui atropelada mais que uma vez. Doi, que mete medo.
Mas...
Por muito preocupada que eu esteja, não consigo deixar de rir como uma parvinha.

Beijinho Kok boa época festiva.


De Kok a 11.01.2016 às 00:19

Pois é, sofres do mesmo síndrome que eu: o não conter o riso quando alguém tropeça ou escorrega e "se espalha ao comprido".
É impulsivo e compulsivo, né?
Na 2ª continuaçõn terás novas oportunidades de
Beijinhos com sorrisos

De DyDa/Flordeliz a 25.02.2016 às 15:01

Afinal, actualizações por cá...
Também as não há.
Beijoka

De Kok a 26.02.2016 às 11:21

Ele há coisas...
Como é que chegaste primeiro à segunda página (texto de 11Dez2015) e não viste a primeira página (texto de 17Jan2016)?
Mistério........
Beijoka com sorrisosImage

De golimix a 21.12.2015 às 12:31

A desgraça alheia, quando é assim, é divertida! É impossível não rir.

Espero pela terceira parte

De Kok a 11.01.2016 às 00:22

A 2ª continuaçõn esteve a levedar. Agora vai ao forno e amanhã ou depois vem para "a montra".
Bejix

De golimix a 07.01.2016 às 16:42

Atão?? Estou à espera da continuação!

De Kok a 11.01.2016 às 00:23

Só mais um dia. Só mais um!

De Cris a 17.05.2016 às 16:35

pronto, lá começou a risota...Image

De Kok a 20.05.2016 às 11:17

tudo têm um princípio, né? Image

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisa

Pesquisar no Blog  

calendário

Dezembro 2015

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031




Arquivos

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D