Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



O VELHO DO CÃO AMARELO

por Kok, em 03.08.12

Todos os dias e praticamente às mesmas horas passa na minha rua um ve-

lho e o seu cão amarelo. Conhecem todos os caminhos do bairro e caminham sem pressas, sem destino e sem horário a cumprir.

O velho apoia-se no cão para se obrigar a calcorrear todas as ruas e o cão “sente-se” na obrigação de o acompanhar, de o levar, de o obrigar a andar.

Assim acontece outro dia, e outro, e outro, caminhando ambos sem destino objectivo.

O velho, bastante velho e bastante gordo, caminha direito e em pequenos passos que as suas gordas e curtas pernas lhe permitem. O cão amarelo acompanha-o de focinho "no ar" como que cheirando algo interessante que só mesmo os cães sabem o que pode ser!

Simpático e abanando constantemente a cauda, aproxima-se sem receio de quem o chama aceitando uma festa, um carinho ou alguma guloseima, sem nunca se afastar do velho mais do que alguns passos.

Há quem diga que devia ser um bom cão de acompanhamento para deficientes cegos ou outros. O velho nem os ouve!

Há quem diga outras coisas. E o velho também não os ouve. Para ele pouco importa.

E o cão? Também não quer saber.

O que mais interessa a um cão? Ter onde dormir e onde comer!

Foi por isso que aceitou ficar com o velho, que no bairro é conhecido pelo “velho do cão amarelo”.

Durante dias deixei de os ver.

Estive de férias e os horários alteraram-se e… mas isso não interessa!

Interessante mesmo é que passados esses dias em que os não vi eis que hoje logo pela manhã e quando regressava a casa “dei da caras com eles”.

Ou melhor com um deles, porém com outro companheiro!

Estranhando perguntei:

-Bom dia! Então? Já há dias que os não vos via. Está tudo bem? Passou-se alguma coisa ou algum contratempo?

-Não!

-Não? Mas vens com outra companhia…

-Nada de mais pá. Mudei de dono, disse-me o cão amarelo!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:00


13 comentários

De Rosinda a 03.08.2012 às 21:15

Boa! Ficamos a pensar que o cãozinho se foi e afinal...
Mas olha que os cães só mudam de dono se este lhe faltar...
Beijinho
Bom fim de semana
Rosinda

De Kok a 05.08.2012 às 11:28

Não houve mortes físicas.
Foi um modo de inverter as coisas. Tantos donos que abandonam os animais, haja um que se decida pelo contrário: ser ele a abandonar o dono!

Beijinhos

De Rui da Bica a 03.08.2012 às 21:26

Pois fez o cão muito bem ! Ainda os há com personalidade, que isto de andar a puxar por velhos gordos não dá ! :)))

eheheh ... muito bem finalizado ! :)))
.

De Kok a 05.08.2012 às 11:23

Pois, afinal o canito precisa de mais exercícios e o velhote gordo é muito lento.

1 abraço!

De maria a 04.08.2012 às 01:05

eheheheheh e eu a pensar que um dos dois tinha morrido...fogo!

Muito ingrato esse cão...mudou de dono como se muda de camisa...deve ter aproveitado a nova lei do trabalho

Beijinho :)

De Kok a 05.08.2012 às 11:20

Ingani-te!
A minha ideia inicial era outra mas conforme fui escrevendo foi-me surgindo outro caminho e o resultado foi este.
Não foi ingratidão do canito; é mais uma forma de chamada de atenção pelos que são abandonados pelos donos!
Digo eu que inventei coisa!


Beijinhos cheios de sorrisos!

De golimix a 08.08.2012 às 18:49

Muitos animais são abandonados nesta época. Bem... ultimamente tem aparecido mais cães abandonados que o costume. Há uns meses apareceu um Labrador abandonado, e quando aparece algum cão abandonado, quem o encontra conhece sempre alguém que me conhece e invariavelmente o telefonema lá me calha. Mas ainda não consigo ter outro cão... esse Labrador de que te falo tinha leishmaniose e displasia da anca, provavelmente foi abandonado porque já não conseguiam tratar dele. Há poucos dias encontraram um Golden.
Apesar de tudo acho que os cães não abandonam os seus donos, embora muitos o mereçam.
Gostei do final ;)
Bijix

De Kok a 12.08.2012 às 23:45

Acredito que haja quem não tenha possibilidades financeiras para tratar de um animal doente, (como esse labrador que referes).
Mas não aceito é o abandono dos animais. Têm obrigação de encontrar uma solução que não seja "despejá-los" na via pública!
Esperam o quê? Um milagre?

Beijinhos!

De golimix a 13.08.2012 às 18:01

Este cão teve um milagre! Agfuém que o acolheu e trata divinalmente dele, já estive algumas vezes com ele e é incrível ver o ar devoto que ele dedica à pessoa que o recolheu, que depois não consegui separar-se dele. Mas poderia não ter sido assim.
Também me custa aceitar o abandono

Bijix

De Kok a 14.08.2012 às 17:26

Que bom para ele! Mas e a continuação da doença? O canito não está em sofrimento continuamente? E com dores?

Bejix!

De golimix a 16.08.2012 às 08:21

Estava com dores quando o recolheu agora está a ser acompanhado pela veterinária. Nota-se a diferença.

Bijix

De numadeletra a 24.08.2012 às 14:48

Ainda que não seja adepta nem seguidora do "olho por olho, dente por dente", alguns donos mereciam ser abandonados pelos animais, de facto.
É um crime, o abandono dos animais!

Gostei do texto.

De Kok a 24.08.2012 às 15:17

Claro que se trata de uma metáfora imaginada, mas é precisamente por concordar contigo -há donos que merecem ser abandonados- que escrevi o que escrevi, e como escrevi!

Um beijo!

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisa

Pesquisar no Blog  

calendário

Agosto 2012

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031




Arquivos

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D